Conheça o MDF

O Movimento de Defesa do Favelado nasceu na década de 70, da luta dos favelados por saneamento básico como água, luz, rede de esgoto e terra. Essa luta se concretizou na Região Belém, através da formação de pequenos grupos que se juntaram, apoiados na fé e no sonho de transformar um mundo de miséria em um mundo de partilha. Neste contexto, chega o Pe. Patrick Clarke, missionário irlandês,religioso da Congregação do Espírito Santo e mais tarde, Anne Boran, missionária irlandesa, da Congregação Franciscana de Maria, apoiados e incentivados pelo Bispo da Região Belém, D.Luciano Mendes de Almeida, experimentaram um magistério privilegiado de presença, apoio e animação. Patrick escreveu anos mais tarde no Livro “Pão e Poesia” ... em especial aqueles das Favelas da Zona Leste de São Paulo,que sempre me acolheu com carinho e alegria e em troca daquilo que era meu para dar, tentou a importância de me ensinar, a “colocar o amor antes do poder para depois juntar o amor com o poder, a fim de destruir o poder sem amor”. Em 1978 foi possível organizar a primeira Assembléia Regional do MDF, no Salão dos Marianos da Paróquia N.S.Carmo. A partir de 1979, o MDF conheceu a experiência do MDDF (Movimento de Favelas de Santo André) da Vila Palmares, coordenado pelo Pe. Rubens. Em um dos Encontros das Favelas que o Pe. Patrick encontrou o Sr. Caetano, líder da Favela Vergueirinho em São Mateus, com ele e outras lideranças fizeram a experiência da luta num espírito de reflexões e orações o que significa então o primeiro passo para a abordagem dos problemas locais e suas possíveis soluções. Mas foi em 1985 que o MDF foi legalmente instituído tornando-se então, referência para toda a cidade. A Favela da Vila Prudente,uma das maiores da cidade de São Paulo, se destacou por ser o lugar, onde cedo, se concretizaram muitos projetos.Uma rede de esgoto e uma Creche fizeram com que esta Comunidade começasse a acreditar no seu papel transformador.